O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






sábado, 8 de dezembro de 2012

0102-MAIS UMA DA BÍBLIA...


DEUTERONÔMIO CAP. 22 VERS. 2O e 21.:
20 - Se, porém, esta acusação for confirmada, não se achando na moça os sinais da virgindade,
21 - levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão até que morra; porque fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai. Assim exterminarás o mal do meio de ti.
Gente, com toda honestidade, não questiono a bíblia com interesse em ofender as pessoas que acreditam nela, muito menos, essa ou aquela religião; mas, com o objetivo de trazer à luz a verdade sobre a real natureza  da  pessoa de Deus; com objetivo de deixar claro que, de Deus, jamais poderia partir ordens ou leis como essa de DEUTERONÔMIO CAP. 22 VERS. 2O e 21. Além do que, deixo bem claro, estou criticando um livro puramente humano, jamais, ao Deus criador de nós e do Universo,  este, defendo de várias  acusações...
Isto é uma verdadeira “calúnia” do povo de Israel do passado, sobre a pessoa de Deus; quando afirmam que comportamentos tão desprezíveis e violentos foram determinados por Deus, o transformam no mais autêntico e fanático dos tiranos; quando atribui a Deus comportamentos humanos como ódio, vingança, assassinatos, racismo, escravidão, realidades fartamente recomendadas ou ignoradas pela bíblia, o equiparam ao mais sórdido criminoso humano da face da terra.
Obviamente Deus não precisa de defensores, entretanto, não consigo me calar e aceitar esse equívoco da cristandade, como uma realidade verdadeira e imutável; é hora da humanidade mudar seu conceito sobre o nosso CRIADOR , e, pra isso precisamos questionar e condenar as mentiras  maldosas  e as “heresias” contidas na “Bíblia sagrada”, o que constitui  a mudança de um paradigma  dogmático dos mais sólidos já construídos pela religiosidade humana, em todos os tempos...
Mais uma vez digo que, frente a  incoerência clara  desta  e de outras passagens, temos que optar, forçosamente, entre a natureza humana e maldosa da  Bíblia e a  natureza Divina e bondosa do Criador... Simples assim, para qualquer indivíduo com a mínima capacidade de leitura e interpretação, desprovido de fanatismos ou outros interesses, e, em sã consciência...
Antonio Ferreira Rosa.