O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






quinta-feira, 8 de novembro de 2012

0096 - MAIS UMA DA BÍBLIA...


ÊXODO cap. 21 versos 20 e 21. 
Vejamos o que diz a “palavra de deus”, segundo a bíblia...

“Se algum senhor bater em seu escravo ou escrava com uma viga de madeira, e morrerem debaixo da sua mão, será castigado; porém, se ficarem vivos por mais um ou dois dias, não será castigado, porque é sua propriedade”.

Como podemos ver a passagem bíblica é muito clara sobre o que quer transmitir:

PRIMEIRO: Admite, legitima e legaliza a escravidão como uma coisa natural e justa, já que não a condena nem mesmo a recrimina como sendo abominável, enquanto exploração de um ser humano por outro, principalmente, na prática escravagista.

SEGUNDO: Admite legitima e legaliza como algo normal, a violência, a agressão e o assassinato de um ser humano contra seu semelhante; visto que, conforme o texto, o tempo de dois dias de vida após a agressão, dá direito ao perdão para o agressor.

TERCEIRO: Admite, legitima e legaliza a condição do ser humano enquanto mercadoria ou animal irracional, já que pode ser escravo e ou propriedade um do outro.

Como pode existir alguém que pensa que o Deus verdadeiro criador da humanidade e do universo seria capaz de estabelecer uma relação escravagista, de agressões a assassinatos como algo normal, como sua palavra e sua lei?                  
Bem, como já disse outras vezes, se admitimos que o deus bíblico é um assassino, sanguinário, de fazer inveja a Hitler, a bíblia, é a verdadeira expressão da sua palavra, sendo assim, verdadeira;
Mas, se admitimos que o DEUS verdadeiro, criador da humanidade e do universo, é o DEUS do Bem, bom e justo, a bíblia tem que ser, forçosamente, uma fraude, jamais, a palavra de Deus...
Antonio Ferreira Rosa.