O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






sábado, 11 de agosto de 2012

0067 - MAIS UMA DA BÍBLIA...


(SEGUNDA REIS Cap.2, vers. 23 e 24).
Esta passagem Bíblica relata um episódio envolvendo o profeta Eliseu, 42 meninos e duas ursas.
Relata o texto bíblico que o profeta saia de uma determinada cidade e, um grupo de 42 meninos, ao vê-lo se afastando começou a zombar do mesmo, chamando-o de calvo, careca ou coisa parecida. Diz ainda o texto, que ao perceber a gozação da molecada, o profeta ficou muito furioso e, virando-se para o grupo, o amaldiçoou, em nome do senhor. Após, repentinamente, sairam de um bosque próximo, duas Ursas enfurecidas e, despedaçaram os 42 meninos.
Vou elencar alguns motivos pelos quais afirmo que o referido texto não pode ser verdadeiro e, é apenas um mito bizarro.
PRIMEIRO: é muito estranho que na saída de qualquer cidade ou aldeia daquela época encontrassem reunidos 42 meninos, sem nenhum motivo aparente. Apenas a saída de uma pessoa calva, não explica nem justifica tamanha aglomeração de tantos indivíduos, do mesmo sexo, mais ou menos da mesma idade e, reunidos no mesmo local.
SEGUNDO: Para que duas Ursas, apenas, conseguissem atacar e despedaçar 42 meninos em um lugar aberto, só se fossem todos aleijados das pernas. Se não, no máximo atacariam, três, quatro ou cinco meninos, o resto da molecada toda cairia no mundo, e, sairia ileso.
TERCEIRO: Se admitirmos que foi o poder de DEUS que agiu, imobilizando os meninos ou potencializando as ursas, para que elas conseguissem a façanha de despedaçar 42 moleques espertos, em um lugar aberto, aí sim, o relato fica mais absurdo e impossível ser verdadeiro. Admitir estas  hipóteses é caluniar, sordidamente, a pessoa e a natureza  DIVINA. É admitir que o DEUS, que cremos ser da justiça, do amor, do perdão,  da paz, da vida; seja o DEUS da morte, assassino, sanguinário, vingativo, louco, insano, desequilibrado, irascível. Se não, como explicar e justificar 42 mortes bárbaras, por simples brincadeiras de adolescentes?
QUARTO: É mais sensato, inteligente, coerente, racional, lógico e justo, acreditar que a bíblia é uma COLETÂNEA  DE MITOS,  do que acreditar que o DEUS, criador da humanidade e desse universo fantástico que conhecemos,  seja esse deus MEDONHO, que texto bíblico declara que é.

QUINTO: É hora da humanidade perceber que o DEUS criador de NÓS e do UNIVERSO, não pode ser o mesmo deus carrasco, medonho, cruel e sanguinário, referido na mitologia bíblica, em centenas de passagens. Creio que Deus é bom, e está acima do mal; que não se relaciona, nem o promove  de nenhuma forma. Creio que a presença do mal na vida dos seres humanos e animais, tem um propósito, e, obviamente, não pode ser revelado à humanidade, ainda.  

                                                                   Antonio Ferreira Rosa.