O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






sábado, 9 de abril de 2011

0001 - OS ANIMAIS TEM ALMA E VIDA ETERNA?




              Segundo algumas crenças e teologias orientais, não há nenhuma dúvida de que os animais são seres, espiritualmente, exatamente como nos. Portanto com alma e direitos uma vida eterna após a morte do corpo. Entretanto outras teologias, inclusive a teologia cristã não acreditam que os animais possam ter os mesmos direitos que nos humanos temos ao paraíso, após a morte. Vamos mostrar, dentro da própria bíblia, que os orientais estão corretíssimos em acreditar na vida eterna para os animais: Eclesiastes capítulo 3 versículos. 18 a 21 deixam muito claro sobre a existência da vida eterna para os animais.
               Vejamos o que diz o v. 18: “... é por causa dos filhos dos homens, para que Deus os prove, e eles vejam que são em si mesmos como os animais”. Temos aqui a primeira afirmação, se somos como os animais logo, obviamente, eles são como nos, portanto com a mesma natureza, não apenas corporal, mas também, espiritual. Se assim não fosse, uma distinção entre corpo e alma teria que ser feita: ou admitimos que o animal tenha alma, ou admitimos que o homem não tem alma. O versículo é claro, não permite aceitar uma alternativa em detrimento da outra. Assim, já que não podemos admitir que o homem não tenha alma, somos obrigado a admitir que animal tenha alma como nos, já que os dois são iguais. Só nesta condição o versículo poderá ser verdadeiro.
                Vejamos o que diz o verso 19: “Porque o que sucede aos filhos dos homens sucede aos animais. Se sucede aos filhos homens ter direito à vida eterna, então sucede também aos animais porque esta escrito: o que sucede aos filhos dos homens, sucede aos animais. Ou será que não esta claro o que esta escrito? ... e nenhuma vantagem tem o homem sobre os animais...” , ora, se esta escrito que nenhuma vantagem tem os homens sobre os animais, como pode o homem ter direito ao paraíso e o animal não ter, isto é ou não é uma vantagem? Será que a bíblia esta mentindo? Nenhuma vantagem é nenhuma vantagem e ponto final. Não tem mais o que questionar. Não tem como aceitar a famosa alegação de que é texto fora do contesto. É contesto dentro do texto e texto dentro do contesto, tudo muito claro.
                  O verso 20 é mais esclarecedor ainda: “Todos vão para o mesmo lugar; todos procedem do pó e ao pó tornaram.” Observe que a primeira parte do versículo é separada por ponto e vírgula, da segunda parte. Isto torna as duas partes verdadeiras, independentes e, completas em si mesmas. Se a segunda parte do versículo fosse apenas uma conclusão da primeira parte a separação seria feita por dois pontos ou por vírgula. Assim, se a segunda parte do versículo refere-se ao corpo carnal, a primeira parte não entra no mérito da questão de forma direta. Entretanto na primeira parte há uma verdade intrínseca, supostamente, inquestionável: o homem tem alma. Portanto tem direito ao paraíso ou a vida eterna. A palavra todos no início da primeira parte do versículo inclui o animal como companheiro do homem com destino ao mesmo lugar, isto é, à vida eterna no paraíso. Só vai para o paraíso após a morte quem tem espírito ou alma. Se o animal não tivesse espírito ou alma, não poderia não poderia ir junto com o homem para o mesmo lugar, após a morte . Não há como entender da outra forma, o texto bíblico é muito claro.
                 No verso 21 temos uma pergunta que constitui, verdadeiramente, uma grande resposta a esta questão. Uma pergunta que inibe qualquer pretensão de negar a existência de alma e vida eterna para os animais: “Quem sabe se o fôlego de vida dos filhos dos homens se dirige para cima e dos animais para baixo, para a terra?” Entende-se aqui, por fôlego de vida, espírito ou alma. E mais uma vez vemos uma passagem bíblica vinculando a natureza eterna do ser humano à do animal. Esta pergunta sábia e reveladora, poderia, sem sombra de dúvidas, ser feita da seguinte forma: você pensa que sua alma vai para cima, para Deus, então é bom pensar, que a do animal também vai. Afinal o que faz voce mais merecedor do que ele, se ambos passam pela mesma odisséia terrena de nascimento, sofrimentos, aflições e morte? O fato do animal não ter consciência destas circunstancias, nesta vida, não o torna menos merecedor do que nos, em uma vida eterna e feliz, após a morte.
Principalmente se levarmos em conta que a justiça é um dos grandes atributos de Deus.
                Não é coerente pensar que Deus agiria de forma parcial e discriminatória em relação a duas criaturas tão semelhantes, principalmente porque ambas são obras das suas mãos. O mérito do direito a igualdade, é adquirido pelo animal, ao nascer viver, sofrer e morrer, exatamente nas mesmas circunstâncias que nos, os seres humanos. E, para aqueles que acreditam em pecado, demônio, condenação ao inferno etc. vale lembrar que os animais não correm este risco porque não podem pecar, já que não tem consciência do que é certo ou errado.
                 Assim sendo, por questão de princípio da natureza divina que é, pura essência de justiça, podemos dizer que a salvação dos animais que são inocentes, é algo mais certo do que a salvação de muitos seres humanos, que são pecadores.
                                                                                        
                                                                                        Antonio Ferreira Rosa